18.8 C
Goiânia
spot_img

Três vezes maior, novo Terminal Isidória será inaugurado no dia 22 de julho

A estrutura estava em obras desde o ano de 2019, na gestão do ex-prefeito Iris Rezende. No mesmo ano, o terminal passou a funcionar de forma provisória em novo local.

Jucimar de Sousa e Seinfra


Depois de passar por completa reestruturação para receber, no futuro próximo, os ônibus do BRT Norte-Sul, o Terminal Isidória, localizado no Setor Pedro Ludovico, será reaberto pela Prefeitura de Goiânia na tarde desta sexta-feira (22/07). A área construída passou de 2,1 mil para 7,9 mil metros quadrados, ou seja: ele é três vezes maior do que o antigo. As obras começaram em fevereiro de 2020 e o investimento total foi de R$ 19,5 milhões. Cerca de 1,5 milhão de passageiros deve passar pelo local todo mês.

“As obras de modernização e de adequação do Terminal Isidória são resgate do nosso compromisso de investir em melhorias no transporte coletivo, e de cuidar das pessoas”, afirma o prefeito Rogério Cruz. “É um projeto de alta qualidade. A nova estrutura é inovadora, oferece conforto, acessibilidade e conectividade aos passageiros de ônibus”, destaca.

São quatro plataformas comuns para embarque e desembarque de passageiros e uma específica para o BRT, além de banheiros, lanchonetes, área de apoio administrativo e elevador. A cobertura de 8 mil metros quadrados é metálica, o que propiciará temperaturas mais amenas no ambiente interno. São 35 pilares de 11 metros cada e 7,1 mil metros quadrados de pavimento de concreto. Em média, 80 operários trabalharam no dia a dia da obra. O projeto demandou 290 toneladas de aço. A nova rede de drenagem tem 1,6 mil metros.

Os passageiros que utilizarem o Isidória terão acesso a rede de Wi-Fi (com limite de tempo). Cinco roteadores funcionarão para garantir a qualidade do sinal de internet. Eles usufruirão de uma rede diferente daquela a ser usada pela prefeitura na gestão do terminal.

“É um terminal realmente diferenciado, sem igual em Goiânia. Ficou muito bonito, aconchegante, foi pensado em cada detalhe para entregar o que há de melhor ao usuário do transporte coletivo da nossa capital”, afirma o secretário de Infraestrutura, Everton Schmaltz. “O projeto foi elaborado dentro da mesma premissa do BRT, que é a de terminais inteligentes e tecnológicos”, diz Amanda Vieira, secretária interina da Secretaria Municipal de Inovação, Ciência e Tecnologia (Sictec).

Tecnologia avançada

A Central de Controle e Operação (CCO) vai cuidar da segurança no local com auxílio de 32 câmeras de vigilância, das quais 30 são fixas (instaladas nas entradas e nas plataformas de embarque) e duas com capacidade para se movimentar em 360°, com resolução e poder de alcance ampliados (são as chamadas ‘Speed Dome’). O acompanhamento das imagens será feito pela Guarda Civil Metropolitana (GCM) e pela Secretaria Municipal de Mobilidade (SMM), 24 horas por dia.

O terminal conta ainda com duas câmeras de leitura, que foram instaladas para capturar placa e hora de cada ônibus que passar pelo local. Serão dados úteis principalmente para CMTC (Companhia Metropolitana de Transportes Coletivos), órgão responsável por fiscalizar o cumprimento da planilha de horários. Além, é claro, dos monitores que informam aos passageiros a previsão de chegada e saída dos veículos (chamados de pontos de RMTV).

Funcionamento do terminal

A partir de sábado (23/07), os passageiros das linhas 2, 6, 7, 9, 14, 15, 20, 25, 183, 185, 198, 203, 565, 568, 612, 616, 650, 651, 660, 919, 920 e 934 já poderão embarcar e desembarcar no novo terminal, cujo horário de funcionamento será sempre das 5h às 23h30.

De acordo com a CMTC, cerca de 60 mil usuários por dia devem passar pelo Isidória de segunda a sexta, 21 mil aos sábados e 8 mil aos domingos. Cruzarão o terminal 22 linhas. “Importante ressaltar que a parceria entre prefeitura e governo do Estado está sendo decisivo para que o transporte coletivo da região metropolitana melhore”, diz Tarcísio Abreu, presidente da CMTC.

spot_img
spot_img
spot_img
Últimas Notícias
Notícias relacionadas
spot_img