Empresário é condenado a pagar R$300 mil por oferecer cloroquina a funcionários

Na França, nesta quinta-feira (3),  o empresário René Pich, 80, foi condenado em Tribunal francês ao pagamento de uma multa no valor de  € 50 mil (mais de R$300 mil), pelo exercício ilegal das profissões de farmacêutico e médico, aquisição ilícita de drogas, contrabando e porte de substâncias tóxicas, e compareceu por quase seis horas […]

4 junho 2021 - 19:46 | Por João Vitor Simões

Na França, nesta quinta-feira (3),  o empresário René Pich, 80, foi condenado em Tribunal francês ao pagamento de uma multa no valor de  € 50 mil (mais de R$300 mil), pelo exercício ilegal das profissões de farmacêutico e médico, aquisição ilícita de drogas, contrabando e porte de substâncias tóxicas, e compareceu por quase seis horas ao tribunal durante o julgamento na França.

Foto: Dirceu Portugal/Fotoarena/Estadão Conteúdo

O empresário foi julgado por oferecer comprimidos de cloroquina a seus funcionários durante a pandemia. O uso do produto contra a Covid-19 é proibido na França.

A investigação foi aberta no início de abril de 2020 após um relatório da Inspetoria do Trabalho na região do Loire (centro), desencadeado por uma nota do réu informando 384 membros da administração da SNF, uma empresa global de tratamento de água, sobre a aquisição de comprimidos de fosfato de cloroquina, que ele colocava à disposição dos funcionários.

No tribunal, ele confessou que não deveria tê-lo feito, afirmando no entanto, sem convencer o Ministério Público ou as partes civis, de ter encomendado o produto “com o fim de salvar vidas, num contexto de escassez da substância”, sem saber que se tratava de um produto reservado à utilização exclusiva com receita médica.

Pleiteando sua liberação, os advogados do empresário argumentaram que nenhum dos 1.350 funcionários franceses do grupo havia tomado os comprimidos de cloroquina encomendadas por Pich pela internet.

João Vitor Simões

Acadêmico de Jornalismo pela PUC - Goiás, redator do Papo Aberto e entusiasta em Política Internacional e Esportes.

NAS REDES

© COPYRIGHT 2018, PAPO ABERTO - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS