Japão prorroga estado de emergência por casos de Covid-19 em Tóquio há menos de dois meses da Olimpíada

Nesta sexta-feira (28), o governo japonês prorrogou o estado de emergência em Tóquio e outras áreas por mais três semanas, devido ao alto número de internações de pacientes graves por covid-19. A situação está sendo observada de perto pelo Comitê Olímpico Internacional (COI), uma vez que faltam menos de dois meses do início da Olimpíada […]

28 maio 2021 - 20:03 | Por João Vitor Simões

Nesta sexta-feira (28), o governo japonês prorrogou o estado de emergência em Tóquio e outras áreas por mais três semanas, devido ao alto número de internações de pacientes graves por covid-19. A situação está sendo observada de perto pelo Comitê Olímpico Internacional (COI), uma vez que faltam menos de dois meses do início da Olimpíada no país.

Foto: James Matsumoto/SOPA Images/LightRocket via Getty Images

O Japão registrou um número recorde de pacientes de Covid-19 em estado crítico nos últimos dias, apesar de a quantidade de infecções novas desacelerar. Antes da prorrogação, o estado de emergência na capital estava programado para terminar em 31 de maio.

“Em Osaka e Tóquio, o fluxo de pessoas está começando a subir, e há temores de que as infecções aumentarão”, disse o ministro da Economia, Yasutoshi Nishimura.

As preocupações com variantes do novo coronavírus e a lentidão da campanha de vacinação provocam pedidos urgentes de médicos, de alguns executivos proeminentes e de centenas de milhares de cidadãos pelo cancelamento dos Jogos Olímpicos, programados para começar no dia 23 de julho.

Autoridades japonesas, organizadores da Olimpíada e o Comitê Olímpico Internacional (COI) garantem que os Jogos acontecerão sob medidas rígidas de prevenção do vírus.

Além disso, o presidente do COI, Thomas Bach, disse que 80% dos 10.500 atletas esperados no Japão serão vacinados, e na quinta-feira pediu aos esportistas que se imunizem se puderem. Todos também precisam ser testados antes e depois da chegada.

João Vitor Simões

Acadêmico de Jornalismo pela PUC - Goiás, redator do Papo Aberto e entusiasta em Política Internacional e Esportes.

NAS REDES

© COPYRIGHT 2018, PAPO ABERTO - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS