Gustavo Mendanha, prefeito de Aparecida de Goiânia, decide manter escalonamento devido a 3º onda da Covid

Devido ao aumento de casos da Covid-19 na cidade de Aparecida e com o risco de uma 3º onda, o prefeito Gustavo Mendanha decidiu manter o escalonamento e o isolamento social na cidade. Segundo o portal “Mais Goiás”, Mendanha comparou, em uma live no Instagram, a taxa de ocupação de UTIs no município (45%) em […]

28 maio 2021 - 14:00 | Por Elisama Vasconcelos

Foto: Divulgação/Prefeitura de Aparecida via Diário de Goiás

Devido ao aumento de casos da Covid-19 na cidade de Aparecida e com o risco de uma 3º onda, o prefeito Gustavo Mendanha decidiu manter o escalonamento e o isolamento social na cidade.

Segundo o portal “Mais Goiás”, Mendanha comparou, em uma live no Instagram, a taxa de ocupação de UTIs no município (45%) em relação à capital  Goiânia (78%) e se mostrou à favor das medidas restritivas que a Prefeitura de Goiânia vem adotando para combater a Covid-19.

“Há cerca de dois meses procurei o prefeito de Goiânia, Rogério Cruz,quando percebemos que a segunda onda estava chegando e ela de fato foi devastadora”, afirmou Gustavo Mendanha.

O prefeito reiterou que foi nesse período que ele perdeu o pai para a Covid e além disso, que muitas outras pessoas infelizmente também perderam entes queridos para o vírus.

Ainda segundo o “Mais Goiás”, o prefeito também afirmou que, apesar de Aparecida de Goiânia apresentar uma diminuição de casos, não é o momento para relaxar.

“Se ao invés de baixarmos a guarda, retomarmos o cuidado, manter o distanciamento e usar máscaras, vamos nos preparar para que, caso ocorra uma terceira onda, consigamos manter empregos e não fechar o comércio como aconteceu em todo o estado”, declarou o Prefeito.

Elisama Vasconcelos

Acadêmica do curso de Letras Língua Portuguesa pela Universidade Federal de Goiás e redatora do Papo Aberto.

NAS REDES

© COPYRIGHT 2018, PAPO ABERTO - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS